Assinar RSS


Vem aumentando de forma considerável o número de residências que tem caído nas ultimas horas na cidade de Esperantina em conseqüências das enchentes. Acontece que o quadro reverteu de forma considerável em função de que algumas casas do centro e de bairros que não fazem parte da área de risco das enchentes começaram a cair também, o que de certa forma começa a preocupar as autoridades e as equipes que fazem partes da comissão dos alagados.

POLÍCIAS SE UNEM EM PROL DAS FAMILIAS DESABRIGADAS

As policias do exército, militar e corpo de bombeiros, se uniram para ajudar as famílias da inundação na cidade de Esperantina. Cada um com uma função definida diante do caos que se instalou no município em conseqüência das enchentes, mas que trabalham em comum acordo na solidariedade das pessoas desabrigadas.

Nossos sinceros agradecimentos!

Estação de Tratamento d\'água - ETA, localizada no bairro Santa LuziaAGESPISA trabalhando para restabelecer fornecimento de águaUma verdadeira operação está sendo realizada desde as primeiras horas da madrugada desta quarta-feira (09/abr), pelos técnicos da empresa AGESPISA, no sentido de colocar em funcionamento o sistema de captação de água que se encontrava submerso em função da forte enchente ter atingido o setor que fica localizada na Estação de Tratamento d’Água – ETA, no bairro Santa Luzia.

Superintendente da empresa na região norte, Genival Brito, ao centro da fotoEstação ainda parcialmente alagadaPara o Superintendente da empresa na região norte, Genival Brito, que veio pessoalmente supervisionar os serviços, disse que uma outra captação de água estará sendo construída em uma parte mais alta da estação e que será necessário ainda um transformador por parte da CEPISA e tudo isto estava dependo do fator chuva.

Estação de Tratamento d\'água - ETA, localizada no bairro Santa LuziaEstação de Tratamento d\'água - ETA, localizada no bairro Santa LuziaNo entanto, os serviços necessitavam de paciência, mais que todos os esforços estavam sendo empreendidos no sentido de voltar o mais rápido possível o funcionamento da água potável para a população.

CLIQUE E VEJA A COBERTURA DAS ENCHENTES (08/ABR)!

Cais de Esperantina quase totalmente imundado, ao fundo o ginásio poliesportivo

O desespero, o medo, e a aflição já fazem parte do cotidiano das inúmeras famílias que se encontram alagadas na cidade de Esperantina.

Curiosos sobre o cais que está quase submersoPessoas já fazem fila em postos da AGESPISA em busca de água potávelA situação começa a se complicar cada vez mais com o aumento das águas. Para se ter uma idéia da real situação no município, a cerca de 72 horas praticamente que não tem água potável nas residências da cidade e segundo informações do chefe da empresa AGESPISA, o sr. Edimilson Amaral, disse que é por tempo indeterminado em conseqüência do sistema de captação da água já ter sido afetado e também por causa da energia do bairro onde está localizado o sistema de abastecimento já ter sido cortada; Outros bairros considerados críticos já tiveram suas energias elétrica suspensas.

Casa alagadas, detalhe, ao fundo a igreja matriz da cidadeGinásio poliesportivo onde a prefeitura mantinha desabrigado faz alguns dias agora está alagadoCasas bem próximas ao cais imundadas

O que cresceu de forma assustadora foi o número de casas que estão caindo em razão das enchentes.

Destruição causada pela águaDestruição causada pela águaDestruição causada pela água

O que está preocupando nas equipes de salvamento, das famílias dos alagados é com relação ao cais, que foi investido milhões de reais. O que seria no projeto pra conter as enchentes já está coberto em praticamente toda a sua extensão; Segundo informações, o mesmo está se rompendo em alguns trechos o que poderá afetar ainda mais a situação dos esperantinenses.

Locais que a poucos dias servia de apoio e alojamento às famílias desabrigadas como clubes, ginásios de esportes dentre outros agora estão todos praticamente inundados:

Unidade Escolar Leonardo das Dores ocupada por desabrigadosUnidade Escolar Leonardo das Dores ocupada por desabrigadosCâmara Municipal de Esperantina ocupada por desabrigados

Outros locais do centro da cidade que já estão em situações críticas, sendo que alguns já estão com água na calçada e outros com água no interior do imóvel, como é o caso da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Boa Esperança, o prédio dos Correios, Churrascarias, a principal praça da cidade a Leônidas Melo, o Mercado Público, Restaurantes, Repartições Públicas e vários Comércios, todos já foram afetados.

Igreja matriz da cidade quase alagadaPraça Leônidas Melo quase alagadaCentro de Reabilitação da APAE alagadaClube de shows da cidade alagadoQuadra da Avenida Juarez Tarará alagadaEdif�cio Tianguá, uma das contruções mais antigas da cidadeFórum da cidade de Esperantina quase alagadoPadaria alagadaMaternidade alagada

Comandante Albino coordenando esforços para manter a ordem e segurança da cidadeO comandante Albino, disse que a situação é caótica e aguarda com urgência a liberação neste primeiro momento principalmente de alimentos e de água potável por parte da secretaria de Defesa Civil já que foram solicitados alimentos, agasalos, colchões que serão destinados para os cerca de 9.000 (nove mil) pessoas o que corresponde a cerca de 1.800 famílias desabrigadas.

Lancha alugada pela prefeitura demora a voltar funcionar por falta de gasolinaO que chegamos a presenciar foi à lancha que está a serviço das vítimas das enchentes, permanecerem um bom tempo ancorado por falta de combustível, e foi necessário que alguns homens da CEPISA fizessem uma vaquinha Frota de 10 (dez) caminhões do tipo baú, disponibilizados pelo Sr. Reginaldo Carvalho do Grupo Carvalho para retirada de produtos de comércios atingidos pelas águaspara abastecer a referida lancha para dar prosseguimento nos trabalhos, principalmente da própria equipe da CEPISA, que estavam de forma incansável desligando as energias das casas.

Outro fato que merece nossos aplausos é do empresário Reginaldo Carvalho do Grupo Carvalho & Fernandes que sensibilizado com as vítimas das enchentes disponibilizou uma frota de 10 (dez) caminhões do tipo baú para retirada dos produtos dos comércios afetados.

Sr. Manoel Isidório de 83 anosSra. Joaquina de 84 anos assiste atônita a destruição das águasA situação está tão crítica que pessoas idosas como o sr. Manoel Isidório de 83 anos e a senhora Joaquina de 84 dizem que nunca tinham visto uma cheia tão grande como esta. “Meu Deus do Céu, será se já é o fim dos tempos”, comentou um deles.

CLIQUE E VEJA A COBERTURA DAS ENCHENTES (08/ABR)!

Reuniões traçam metas para ajudar famílias de desabrigados

Secretária de Educação Rosimeyre Meneses e o Capitão Albino - Em Reunião na Sec. de EducaçãoVários são os grupos de pessoas ligadas a Igreja, Prefeitura Saúde, Educação e Comando da Polícia Militar de Esperantina que estiveram reunidos nesta última segunda-feira (07/mar), com o objetivo de levantar informações concretas, ou seja, real dos alagados e em seguida será enviado relatório para a Secretaria da Defesa Civil do Estado para que sejam enviados alimentos e a ajuda necessária para as vítimas das enchentes.

A primeira reunião aconteceu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojista – CDL, contou com a participação de representantes das Igrejas: Católica e Evangélica, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Diretores de Escolas da Rede Municipal, Privada e Particular, Agentes de Saúde e Ongs, como a AMAE e o CEPES, que segundo informou a professora Bernardete da Silva Rodrigues, resultou na criação de comissões para somar esforços no sentido de buscar junto a comunidade ajuda no fornecimento de alimentos, materiais de limpeza, agasalhos, colchões e assistência na acomodação das famílias de alagados.

Quase paralela a esta reunião um outro grupo se reuniram no prédio da Secretaria de Educação do Município que contou com a participação do comando da Polícia Militar e representantes do Corpo de Bombeiros, Agentes Municipais de Saúde, equipes do Programa da Saúde da Família – PSF, representantes da Prefeitura de Esperantina e da Câmara de Vereadores; Em que foram debatidos vários assuntos relacionados as vítimas das enchentes.

Vale ressaltar, que a situação é grave e se faz necessário neste momento que todos estejam unidos com um único pensamento, o da solidariedade e que evitem a qualquer preço a promoção pessoal ou política.

Enchentes – sobe para quatro mil o número de pessoas desabrigadas

CLIQUE AQUI E VEJA A COBERTURA DAS ENCHETES (07/ABR)!

Hoje (07/abr), nestas últimas horas, tem subido de forma bastante brusca o nível das águas do rio Longá; O cais de contenção de enchentes que foi feito na gestão do governo do ex-prefeito José Ivaldo Franco, construído com recursos do governo federal já se encontra em grande parte coberto.

A rodovia PI 113 que liga Esperantina a cidade de Batalha nas proximidades do povoado Bela Vista, que fica a 2 km da sede de Esperantina já tem um trecho de 300 (trezentos) metros cortado pela água com bastante correnteza, impossibilitando assim, a passagem de veículos.

No local soldados do corpo de bombeiros conseguiram resgatar com muitas dificuldades 03 (três) pessoas que passavam na rodovia e que foram arrastados pela correnteza, inclusive o sr. Manoel Belo, que escapou com vida mas teve sua moto levada pela correnteza.

Outro ocorrido foi que 2 (duas) pessoas deram entrada no Hospital Júlio Hatman por mordida de cobras.

Também muitas famílias aguardam as águas da rodovia baixarem para retornarem para suas casas. Além deste acidente, um caminhão Mercedes, desceu o aterro da PI 113 e até o momento não foi possível a sua retirada, mesmo com o uso de tratores e outros veículos pesados. Em função deste acidente, o Comandante Albino, autorizou a interdição da ponte. “Não entra e sai nenhum carro por esse trecho”.

Com relação à enchente na cidade de Esperantina todos os colégios da rede estadual, municipal e particular suspenderam suas atividades escolares por tempo indeterminado, já que a maioria dos prédios se encontram ocupados por desabrigados das enchentes; Outros setores como: clubes, casa de shows, teatro e locais ligados a igreja católica, estão super lotados.

Segundo informou, o comandante da polícia militar capitão, Vicente Albino, que está coordenando os trabalhos relacionados as enchentes o número de desabrigados já ultrapassam as 4.000 (quatro mil) pessoas, o que corresponde a cerca de 1.000 (mil) famílias desabrigadas.

O comandante informou ainda, que a tendência é aumentar cada vez mais, para se ter uma idéia a água está vindo por todos os lados, comentou; A igreja matriz que fica localizada em parte considerada alta da cidade as águas já estão em torno de 40

(quarenta) metros de distância; Um outro quadro assustador é com relação as águas próxima ao mercado público que está apenas a 70 (setenta) metros; A câmara de vereadores está apenas 100 (cem) metros de distância, outro ponto crítico está relacionado ao Centro Municipal de Saúde que já foi atingido pelas águas e até a escola particular Chagas Rodrigues, conhecida como Tia Erinelda, já foi afetada.

Com relação a segurança foi colocado a disposição das famílias alagadas 02 (duas) lanchas e 02 (duas) canoas e está sendo esperado mais 02 (duas) lanchas, para ajudar no socorro das vítimas das enchentes que estão sendo monitoradas por uma equipe de guarnição do corpo de bombeiros da cidade de Parnaíba, bem como também, estão sendo aguardado várias toneladas de alimentos que serão doados para as famílias através da defesa civil do estado.

O prefeito Municipal Felipe Santolia, disse que nunca tinha visto uma cheia como esta.

Equipes de tv se encontram na cidade fazendo cobertura da situação dos alagados, exemplo maior é o reporter Amorim Neto, enviado especial da Globo, que veio fazer matéria jornalística para o Jornal Nacional.

CLIQUE AQUI E VEJA A COBERTURA DAS ENCHETES (07/ABR)!

SABÃO RETIRO É CAMPEÃO DO TORNEIO DA AABB

Neste domingo (06/abr), o time Sabão Retito venceu o time da AABB por 3 (três) à 0 (zero), e vira campeão do I Torneio Socite Citadino. A comemoração foi na AABB de Esperantina, com música ao vivo e muita descontração do time.

CLIQUE E VEJA A COBERTURA COMPLETA DAS ENCHENTES!


Vários são os bairros da cidade de Esperantina que se encontram isolados em função das enchentes nas últimas 24 horas, os mais críticos nesse momento são os bairros: Nova Esperança, Vila da Paz, Pedreira, Santa Luzia, Multirão e Batista de Amorim.

Vale ressaltar que algumas ruas e avenidas que ligam os referidos bairros ao centro estão completamente alagados. Para se ter uma idéia a enchente atingiu a Avenida Juarez Távora e as águas estão a cerca de 200 (duzentos) metros da Igreja Matriz, e da principal praça da cidade a Leônidas Melo.

As famílias alagadas aproveitam para retirar o que podem de suas casas, usam caminhões, canoas e chegam a improvisar outros meios de transporte na tentativa de salvar os seus pertences. Vale lembrar que as enchentes também afetam não só pessoas pobres, mas também pessoas da classe média.

Para o aposentado, Francisco Quaresma de Sousa, de 86 anos, disse que a última vez que viu o rio dessa maneira foi em 1957. Já o autônomo Paulo Ferreira da Silva, informou que a única ausência e mesmo a do prefeito que não aparece em nenhum instante para vê de perto o sofrimento dos alagados outro que deu sua opinião foi agro pecuarista Raimundo Sutero, disse que é uma falta de vergonha dos políticos, “Cadê o cais de contenção das enchentes, que todo mundo sabe que veio milhões e milhões de dinheiro do governo federal e está ai a miséria de várias famílias alagadas”.

Muitos populares e curiosos aproveitam para observar atônitos a cada momento a subida do rio.

O que podemos constatar foi vários empresas alagados como: postos de combustíveis empresa de gás, frigoríficos, mercadinhos e até o ginásio de esporte da prefeitura que abrigava os alagados já foi afetado.
Várias famílias (alagados) estão ocupando, as escolas do município e a sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Para Comandante Albino, que acompanha o clamor das famílias que disse que já subiu para 1.500 o número de pessoas desabrigadas que dá em torno de mais de 300 famílias.

A prefeitura anunciou a entrega de cesta de alimentos e uma multidão ficou durante toda a amanhã deste domingo (06/abr), na expectativa de receber uma cesta na porta da secretaria de assistência social. O que nós podemos comprovar foi pessoas de outros bairros que não estão alagados, mas que se cadastraram para receber os produtos, a exemplo da senhora Maria Helena e tantas outras.

O que lamentamos foi que nas sacolas das cestas de alimentos, estão estampadas com a logomarca da prefeitura municipal, caracterizando assim na nossa opinião, o marketing político e sobretudo aproveitamento do sofrimento das famílias alagados com intuito da promoção política ou pessoal.

Na nossa opinião, se faz necessário todos darem as mãos; A prefeitura, igreja, associações e entidades de modo geral na tentativa de amenizar a situação dos necessitados das enchentes.

Uma das pessoas que registramos ajudando os alagados, foi o feirante Freitas, que não mediu esforços para ajudar os necessitados.

Uma outra ação que faz necessários nesse momento é que o prefeito municipal entregasse o mais rápido possível as casas que foram construídas recentemente para essas famílias alagadas que não tem para onde ir.

CLIQUE E VEJA A COBERTURA COMPLETA DAS ENCHENTES!

GRUPO CARVALHO, EXEMPLO DE SUCESSO

Logomarca do Grupo CarvalhoO Grupo Carvalho foi fundado em 23 de setembro de 1986 por Reginaldo Carvalho, que é filho de Esperantina e sua esposa Van Carvalho, presidente e superintendente do Grupo, respectivamente. Atua nos ramos varejista e atacadista no setor de alimentos, bebidas, limpeza, higiene e brinquedos, com filiais no Piauí e no Maranhão.

São, ao todo, 58 filiais, sendo 38 lojas de varejo, 19 filiais de atacado e 01 loja de presentes. O Grupo Carvalho emprega 5.247 colaboradores diretos e mais de 20.000 indiretos. Possui uma frota de 253 veículos, entre leves e pesados, e área de vendas de 45.064,51 m².

O Grupo Carvalho desenvolve, ainda, ações de integração e responsabilidade social, como o Programa Aprendizes, que dá a oportunidade do primeiro emprego a jovens entre 14 e 24 anos, a inclusão de Um dos supermercados do Grupo Carvalhoportadores de necessidades especiais no mercado de trabalho, parceria no Programa Junior Achievement, doação de 07 toneladas de alimentos por mês ao Programa Mesa Brasil, Campanha Meu Troco Minha Boa Ação, dentre outras.

O esforço e dedicação do Grupo Carvalho o levou a ocupar o primeiro lugar entre as 10 maiores empresas atacadista do Brasil em frota própria e em vendedores externos. O Comercial Carvalho ocupa a 15ª posição entre as 500 maiores empresas supermercadistas do país, segundo a revista Super Hiper. O Carvalho Atacado foi reconhecido pela ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores) como a maior rede atacadista do Piauí.

cc-caixas.jpgSomado a tudo isso, o Carvalho, por meio do Prêmio Marcas Inesquecíveis, alcançou o 1° lugar em Supermercados no Piauí, lembrado por mais de 80% da população. E não pára por aí. O Grupo Carvalho inaugurou em dezembro mais duas lojas: uma em Bacabal e outra em Caxias, no Maranhão, ultrapassando as fronteiras do nosso estado e chegando onde a população pede.

Quadro das enchentes

COMANDO DA POLÍCIA MILITAR, CORPO DE BOMBEIRO E REPRESENTANTE DA DEFESA CÍVIL FAZEM LEVANTAMENTO DAS ENCHENTES DE ESPERANTINA

O Comandante do 2° BPM / 4ª CPM, de Esperantina, Capitão Vicente Albino, esteve reunido com o capitão do corpo de bombeiro e um representante da defesa civil realizando levantamento dos locais atingidos pelas enchentes e levantando dados do município e de acordo com o cadastro feito pela Prefeitura, existe em torno de 700 pessoas atingidas pelas águas, que dá em torno de cerca de 140 famílias, iss cadastradas, mas, tem famílias que não estão sofrendo e que ainda continuam em suas casas e o pior correndo risco de desabamento.

FAMÍLIAS DO BAIRRO PEDREIRA QUE ESTÃO COM SUAS CASAS ALAGADAS ESTÃO REVOLTADAS COM A FALTA DE AJUDA

Muitas das famílias que se encontram com suas casas alagadas e destruídas em conseqüência das enchentes mais que insistem em permanecer no local reclamam da demora no recebimento das cestas de alimento e de uma melhor assistência por parte do poder público municipal principalmente depois que o gestor municipal usou uma emissora de rádio prometendo atender todas as famílias alagadas.

Para a senhora Maria do Socorro Silva, disse o seguinte; “É uma tristeza muito grande o que nós estamos passando, enquanto nós estamos sofrendo Eu duvido como o prefeito está no bem bom numa hora dessa, porque Ele, só presta é para ir para o rádio fobar e porque Ele até hoje não veio meter o pé na lama a gente ajuda e em uma hora dessa nenhuma benfeitoria nós recebemos, lamentou”.

Já Francisco das Chagas, disse que é uma situação de calamidade, porque aqui, muitas famílias que tinha suas coisinhas, perderam tudo e o negócio aqui não está de brincadeira não às águas continuam subindo.

Já a viúva Francisca Pereira dos Santos, que tem cinco filhos pequenos, inclusive um de colo enfatizou que a situação é muito difícil, tem dia que chega a passar fome e só se alimenta quando os vizinhos lhe dão um pouco de comida; Disse ainda que agora mesmo está precisando de uma carrada de barro para aterrar o chão e nenhum cristão lhe ajuda.

Para a senhora Maria Cristina, é necessário que a ajuda chegue o mais rápido possível. “Não aguentamos mais esperar.”

Já a senhora Raimunda Nonata, afirma que o bairro está todo cheio de lama.

PRINCIPAIS CHURRASCARIAS DA BEIRA RIO ESTÃO ALAGADAS

Para o proprietário da churrascaria e restaurante elite rio, Joaquim Inácio, conhecido como, Pepsi Legal, disse que como não tem condição de receber clientes, por que está ilhado, o jeito é aproveitar as águas do rio Longá que está em sua porta para pescar.

GINÁSIO POLIESPORTIVO

Vale ressaltar, que alguns desabrigados estão no ginásio poliesportivo da prefeitura e alguns reclamam da falta de ajuda.

Segundo informações que chegaram à redação do Jornal, dão conta de que a Secretária de Educação de Esperantina autorizou as diretoras e diretores de escolas da rede municipal de ensino, principalmente em algumas da Zona Rural, para suspenderem as aulas em virtudes das péssimas condições das estradas do município, até uma segunda ordem.

Já para alguns críticos e principalmente para a turma que fazem oposição a atual administração, chegam a afirmar que a paralisação, não é nada por conta das estradas não, e sim, em função de que até o momento não foram pagos ainda os transportes escolares que levam os alunos as referidas escolas e o pior, segundo informações, a merenda até agora ainda não foi licitada.

Cruz credo, tudo isso!

E as nossas criancinhas, afinal, de quem é mesmo a culpa?

TORNEIO SOCITE DA AABB CHEGA NA RETA FINAL

Time do Sabão Retiro X Time da AABB

AABB promovendo o 1º Torneio CitadinoJá está tudo preparado para a grande final do I Torneio Socite Citadino promovido pela Associação Atlética Banco do Brasil – AABB.

A grande final acontece neste domingo (06/abr), a partir das 9:00 horas da manhã entre os dois finalistas Sabão Retiro e AABB.

Torcida preparada para a partida

A arbitragem para essa grande final ficará a cargo dos arbitros: Nona e Assis, e será coordenado pelo Diretor de Esportes da AABB, Neuvanio.

Vale apenas conferir esta grande final que em seguida haverá entrega da premiação e música ao vivo.

 




Principal | Esperantina - PI | Mural | Editorial | Politica de Privacidade | Contato


E-mail para contato